Quantas calorias tem o vinho

O vinho é apreciado a milhares de anos

Suspeita-se que o primeiro cultivo de uvas pode ter sido 7.000 anos atrás. Não só é uma bebida popular alcoólica, mas descobriu-se que o vinho, através do consumo moderado, tem alguns benefícios para a saúde.

Para fazer o vinho, uvas são colhidas e colocadas em uma máquina que espreme o suco delicadamente. O sumo e peles são colocadas dentro de um barril ou recipiente de aço inoxidável para ser fermentado com levedura, que vai quebrar o açúcar em álcool. Os recipientes são então armazenados a uma temperatura adequada por nove a 2,5 anos antes de ser engarrafado. Também é comum a adição de bactérias durante o envelhecimento para permitir a fermentação maloláctica, o que pode ajudar a dar um sabor suave ao vinho.

Um copo médio de vinho de mesa branco ou tinto contém cerca de 125 calorias, 4 gramas de carboidrato, 1 g de açúcar e pequenas quantidades de sódio e potássio. Já se o vinho for doce, um copo contém cerce de 165 calorias, 14 g de carboidrato, 8 g de açúcar, bem como alguns minerais.

O consumo moderado de vinho tem mostrado reduzir o risco de doença cardiovascular e de vários cancros e retardar os efeitos da doença de Parkinson e Alzheimer. Fitoquímicos, como os flavonóides e resveratol encontrados no vinho, são substâncias químicas vegetais que podem atuar como antioxidantes, que combatem os radicais livres que podem causar doenças. O consumo moderado também ajuda na redução da coagulação do sangue. Vinho tinto é conhecido por ter uma quantidade maior de resveratol do que o vinho branco, porque a pele é mantida no mosto durante o processamento.

É importante ter em mente que estes benefícios a saúde só estão disponíveis para aqueles que bebem vinho com moderação: um copo por dia para as mulheres e dois copos para os homens.

As pessoas com algumas condições médicas devem evitar, vinho e bebidas alcoólicas em geral, para evitar as complicações. Vinho pode elevar os níveis de triglicéridos, o qual pode ser um grande problema para os diabéticos ou aqueles com problemas de colesterol. O álcool também pode aumentar os níveis de estrogênio, a qual pode aumentar o crescimento de tumores em mulheres com estrogênio-positivos do cancro da mama. Vinho também pode causar enxaquecas graves, o que pode ser devido aos taninos e histamínicos encontrados no vinho.



Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *