Frutose x Diabetes : Faz Bem ou Mal ?

Frutose sem exagero

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo de uma pessoa não consegue produzir insulina ou não consegue utilizar a insulina para transportar o açúcar do sangue para as células. A ingestão de açúcar é geralmente limitada para diabéticos porque comer açúcares podem aumentar os seus níveis de açúcar no sangue a níveis perigosamente elevados. Diabéticos podem encontrar vários tipos de açúcar nos alimentos que ingerem, e alguns são piores que outros em termos de seu efeito sobre o açúcar no sangue.

O que é frutose?

A frutose é um tipo de açúcar que tem sido recomendada para diabéticos, em oposição a outros tipos de açúcar. A frutose é o tipo de açúcar que se encontra naturalmente em frutas e mel, mas também é cristalizada e usado na fabricação de muitos produtos alimentares e doces. A frutose não aumenta os níveis de açúcar no sangue tão rapidamente quanto outros tipos de açúcar, como a sacarose.

Mesmo que a frutose tenha sido promovida como um dos melhores adoçantes para diabéticos usarem, um artigo de 2009 diz que pode não ser uma boa ideia pessoas não-diabéticas usarem muita frutose. De acordo com a Reuters Health, o consumo de frutose pode levar a um risco maior de se contrair o diabetes em indivíduos que não são diabéticos. Eles diz que o consumo de um determinado tipo de açúcar que é produzida a partir de frutose, chamada de xarope de milho, tem uma forte correlação com o aparecimento da diabetes. Especula-se que a razão pela qual a frutose pode levar à diabetes é porque a ingestão excessiva pode fazer com que o corpo se torne resistente à sua própria insulina.

De acordo com pesquisas a frutose só leva a picos de açúcar no sangue de forma relativamente lenta, mas não deixa de ser um açúcar, de se comportar como tal e de ser necessário ingeri-la com moderação.

O excesso do consumo da frutose como adoçante para café, chá e sucos podem levar a problemas como: alteração do metabolismo dos hidratos de carbono; aumento do risco de câncer no pâncreas, aumento a resistência à insulina; aumento do stress oxidativo; alteração do sistema de recompensa cerebral podendo levar a maior ingestão de doces; aumento do colesterol e os triglicerídeos e aumento do risco de doenças cardíacas.

Lembre-se de que o consumo de produtos com frutose deve ser feito esporadicamente e não em uma base diária.

Frutose x Diabetes 1

Frutose x Diabetes 2

Frutose x Diabetes 3

Frutose x Diabetes 4

 



Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *