Frio ou Inverno Aumenta Risco de Infarto

No inverno aumenta o rico de infarto

Muitas pessoas estão conscientes do risco de acontecer um infarto quando fazem esforço físico exagerado em dias de muito frio.

O inverno é a época mais comum para ataques cardíacos. Pesquisas mostram que acontecem cerca de 53% mais infartos no inverno do que no verão.

Por que o frio aumentar o risco de ataque cardíaco?

Existem vários fatores envolvidos. Para começar, baixas temperaturas podem causar um aumento na pressão arterial, juntamente com o aumento dos níveis de proteínas que aumentam o risco de coágulos sanguíneos.

Quando o tempo está frio, seu coração também trabalha mais para manter o calor do corpo e suas artérias se contraem, o que restringe o fluxo de sangue e reduz o suprimento de oxigênio para o coração. Quando combinados, todos esses fatores podem desencadear um ataque cardíaco, especialmente em idosos ou aqueles com doença cardíaca existente.

Há também a questão da hipotermia, que ocorre quando a temperatura do corpo cai abaixo do normal. A insuficiência cardíaca é a principal causa de morte em casos de hipotermia, por isso que é muito importante se vestir adequadamente para o clima, se você pretende ficar ao ar livre no frio.

Outro fator que também pode ajudar explicar por que os ataques cardíacos ocorrem mais frequentemente durante o inverno, e este não tem nada a ver com baixas temperaturas. Ainda assim, ele pode muito bem ser mais influente do que todos esses outros combinados… é a falta da luz solar.

Por ser a luz solar é escassa para muitos durante os meses frios do inverno, pode ser muito difícil manter altos níveis de vitamina D no corpo, especialmente se não tomar um suplemento de vitamina D3 para compensar a falta de luz solar. Se os seus níveis de vitamina D não são otimizados, as pessoas podem estar colocando a saúde cardíaca em risco.

Em um estudo feito por pesquisadores da Finlândia demonstraram que, quando comparado com os participantes com maior nível de vitamina D, aqueles com os níveis mais baixos, tem um risco de 25% maior de morrer de doenças cardíacas ou acidente vascular cerebral.

Rigidez arterial, um importante fator de risco para doença cardíaca e acidente vascular cerebral, também está associada com a deficiência de vitamina D.

Felizmente, a deficiência de vitamina D é incrivelmente fácil de corrigir, mas a única maneira exata para determinar a dose ideal é fazendo um teste sanguíneo.

Dicas para reduzir o risco de ataque do coração no inverno

– Quando for ficar ao ar livre no frio agasalhe-se de acordo.

– Não exagere na atividade física, especialmente se você não faz exercício regularmente
– Visite um médico e faça exames para verificar sua saúde vascular. Muitas pessoas não percebem que o sintoma mais comum de doença cardíaca é, na verdade, a morte súbita – não é a dor no peito ou falta de ar. Na maioria das vezes não há sinais de aviso, por isso é importante o monitoramento.
– Avalie seu estilo de vida para garantir que esteja fazendo todo o possível para reduzir o risco de doenças cardíacas

– Um dos passos para reduzir o risco é incluir na sua dieta suplementos de ômego-3 de qualidade, como o óleo krill.

– Certifique-se de estar ingerindo os alimentos certos para o tipo nutricional exclusivo do seu corpo.
– Exercite-se regularmente. Um programa de exercício abrangente, incluindo treinamento de força, alongamento e ginástica vão ajudar o seu coração ficar em sua melhor forma.
–  Otimize seus níveis de insulina. Elevados níveis de insulina podem levar à resistência à insulina, um importante fator de risco para doença cardíaca. Se o seu nível de insulina em jejum não é inferior a três, considere limitar ou eliminar o consumo de grãos e açúcares até que você melhore seu nível de insulina.
– Certifique-se que seu nível de vitamina D estejam otimizados. A maioria das pessoas não estão cientes de que a vitamina D pode ter um impacto profundamente dramático em normalizar a pressão arterial e reduzir seu risco de doença cardíaca.
– Sua melhor fonte de vitamina D é o sol. No inverno você pode optar por um suplemento de vitamina D nas quantidades adequadas. Lembre-se de fazer exames regulares para verificar seus níveis de vitamina D.
– Triglicérides elevados são também um fator de risco potente para a doença cardíaca. A combinação de triglicérides elevados e baixos níveis de HDL são um risco ainda maior.
Frio ou Inverno Aumenta Risco de Infarto 1

Frio ou Inverno Aumenta Risco de Infarto 2 Frio ou Inverno Aumenta Risco de Infarto 3 Frio ou Inverno Aumenta Risco de Infarto 4



Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *